sábado, 9 de agosto de 2008

História do Girassol


Dizem que existia no céu uma estrelinha tão apaixonada pelo sol que era a primeira a aparecer de tardinha, no céu, antes que o sol se escondesse. E toda vez que o sol se punha ela chorava lágrimas de chuva.A lua falava com a estrelinha que assim não podia ser, que estrela nasceu para brilhar de noite, para acompanhar a lua pelo céu, e que não tinha sentido este amor tão desmedido! Mas a estrelinha amava cada raio do sol como se fosse a única luz da sua vida, esquecia até a sua própria luzinha.Um dia ela foi falar com o rei dos ventos para pedir a sua ajuda, pois queria ficar olhando o sol, sentindo o seu calor, eternamente, por todos os séculos. O rei do vento, cheio de brisas, disse à estrelinha que o seu sonho era impossível, a não ser que ela abandonasse o céu e fosse morar na Terra, deixando de ser estrela.A estrelinha não pensou duas vezes: virou estrela cadente e caiu na terra, em forma de uma semente. O rei dos ventos plantou esta sementinha com todo o carinho, numa terra bem macia. E regou com as mais lindas chuvas da sua vida.A sementinha virou planta. Cresceu sempre procurando ficar perto do sol. As suas pétalas foram se abrindo, girando devagarinho, seguindo o giro do sol no céu. E, assim, ficaram pintadas de dourado, da cor do sol.É por isso que os girassóis até hoje explodem o seu amor em lindas pétalas amarelas, inventando verdadeiras estrelas de flores aqui na Terra.

Um comentário:

Olá, sou a Evellyn! disse...

Amiga, amo gieassol, até escolhi essa linda flor para tema do meu blog.
Conhece essa mensagem?

"Era uma vez, em um país muito, muito longe, uma linda flor. Era grande porque seu Criador queria vê-la bem lá do alto dos seus céus. Suas pétalas eram numerosas e amarelas como os raios do sol. Seu coração era escuro como a noite. Era um girassol. Um dia o vento arrancou-a da terra porque Deus tinha pensado, para aquela flor, algo muito especial. Colocou-a em um campo distante, muito distante. A flor se sentia longe de casa mesmo rodeada de lindas rosas, lírios…Mas o Eterno Pai entendeu, viu um pontinho luminoso e raptou-o do céu. O pontinho era pequenino e não iluminava tanto, mas quando viu a flor se iluminou sempre mais porque se apaixonou por ela. Desde aquele dia o girassol e o pontinho não se deixaram mais… Seu Criador os colocou nos seus campos originais… Estavam novamente distantes, mas o amor que um sentia pelo outro os mantinha sempre unidos. Muitos não entendem este sentimento, e ás vezes nem eles dois entendem, mas não se preocupam! Eles amam e se amam.”

Bjs e bom fim de semana